Domingo, 9 de Junho de 2013

433

A ideia de criação deste meu diário não foi (de todo) a de criar um espaço onde as pessoas me mimem e digam palavras bonitas que me afaguem o ego ou preencham um qualquer vazio existente. A definição de frustrado deixo-a assente no subtítulo do diário. Por vezes sinto-me mal com tantas palavras agradáveis que me dizem por aqui ou com as tentativas que fazem de me tentar animar ou levar para um rumo mais positivo e colorido. E sinto-me mal porque não acredito nas velhas teorias de "pensamento positivo" ou "pensar nas coisas boas" ou ainda no "obrigar-me a fazer e a pensar positivo para mudar tudo à volta". Não acredito em nada disto, lamento. E não espero que os "empurrões" que me dão para tentar "arrebitar" continuem como forma de reunir atenções. Sou extrovertido, mas não gosto de concentrar atenções, nem mesmo para sentir que sou acarinhado. É por saber que não consigo corresponder aos pensamentos mais simplistas que por vezes me tentam animar por aqui que peço desculpa a quem o faz. E peço desculpa por não me conseguir sentir minimamente contagiado apesar do esforço que fazem. Desculpem.

 

Também não quero ser deitado para baixo ou desprezado, ninguém gosta. Mas acredito que me faz sentir melhor trocar ideias sobre coisas banais, da vida, sentimentos em comum, do que tentarem injectar-me teorias da positividade. Não funciona, acreditem. Imunizei-me, nem sei bem como. O que me faz sentir melhor são as coisas que descrevo.

publicado por diariodeumfrustrado às 12:56
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Daniela Barreira a 9 de Junho de 2013 às 13:21
Sabes o que é? É que a "cura" não pode ser (apenas) exterior, nem vem dos outros. Tem que partir, sempre e primeiro, de ti. A presença dos outros ajuda (tanto), mas sem ti nada feito.
De Fátima Soares a 9 de Junho de 2013 às 15:20
Passo metade da vida a pedir desculpa, mas não ligues! Além de ser verdadeiro o pedido é crónico em mim. Confesso que peço desculpa vezes de mais. Devia evitá-lo. Mas peço por que não quis com o meu comentário dizer ou que pensasses que estava a "alisar-te" eu sou assim como dizes. Essa treta do vamos sorrir e ver nuvens rosa, borboletas e purpurinas porque a vida é linda e um sonho não é para mim. Aliás irritam-me solenemente pessoas que andam sempre a rir e aos pulos como se lhes tivessem dado uma injecção de histeria ou acabassem de levar um choque eléctrico que as deixou hiperactivas. Também não apelo à morbidez e andar a cortar pulsos ou fazer arroz de cabidela todo o santo dia, mas cada um é como é e eu vejo as coisas assim. Mais ou menos como tu, não pretendo passar por quem não sou, nem ser aquilo que os outros esperam que seja porque não resulta. Eu sou eu com os meus defeitos (mais) que virtudes mas sou e quem gosta, gosta quem não gosta... Claro que também me esforço para ser um pouco mais positiva porque é o mais lógico e se estamos aqui (na vida) temos de levar isto o melhor que se pode ( o que já e mau que baste) encarar todos os dias basicamente o mesmo com poucas nuances. Mas são essas nuances que nos fazem seguir. Quando falas de "frustrado" entendo-a como o não conseguir tirar o partido da vida que todos nos apontam, que tem! Não que sejas um tipo que te minimizes ou te sirvas disso para "arrecadar" dividendos ou obter fãs. Pela forma que escreves vê-se o que sentes e quem és (serás) e penso o fazes duma forma pura sem "aditivos" não sei se me faço entender. De qualquer forma adorei as tuas respostas, agradeço imenso do pouquíssimo tempo que já "falamos" perceber um pouco de afinidade entre ambos e estarei aqui sempre que precises e queiras, mas não esperes palmadinhas nas costas e malmequeres na jarra, embora saiba ser muito doce (que até enjoa) e ponha os outros acima de mim. Outras coisas mais que fazem parte do meu feito e ser um bocado directa demais talvez seja uma delas escrever muito e ser chata outra. E claro, acabo como comecei... Desculpa se por acaso neste ou noutro qualquer comentário disse alguma coisa parva ou que te magoou ou te desagradou. De resto adorei a tua visita que agradeço e bfsemana . Bom feriado. E aqui tens mais um tratamento que também lamento pelo extenso. Beijinho!
De diariodeumfrustrado a 10 de Junho de 2013 às 22:40
Eu não acredito nas teorias cor-de-rosa e noutras filosofias que não se coadunam com pessoas racionais como eu. Mas respeito quem as tem, da mesma forma que respeito quem consegue seguir a sua fé. Pessoas com fé são pessoas mais felizes porque acreditam que um dia gozarão a vida eterna no paraíso ou uma vida melhor noutro lado qualquer.

Admiro esta capacidade de superar as coisas, mas não consigo pensar da mesma maneira.

beijinho
De post-isto a 10 de Junho de 2013 às 20:34
Ora e somos 2 frustrados e imperfeitos...Algo imunizada e imperfeita para lidar com uma série de coisas e totalmente descrente na teoria do "pensamento positivo"...Vivam aqueles que, como nós, escrevem para desabafar as agruras e limpam o espírito pelo poder da escrita. Parabéns por este seu espaço, eu gosto muito, da maneira que está!
De diariodeumfrustrado a 10 de Junho de 2013 às 22:40
Obrigado! E sê sempre bem-vinda! Quem desabafa... seus males espanta! Não rima, mas acho que faz algum sentido!

Comentar post

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds