Domingo, 30 de Setembro de 2007

13


Detesto a noite... cada vez tenho detestado mais a noite... sinto-me sozinho no meio deste silêncio e começo a pensar demasiado na minha vida (ou falta dela).

(Em que é que terei falhado ontem para não ter dado o clique à outra pessoa, ou pelo menos ter suscitado curiosidade sobre um possível "second" date?)
publicado por diariodeumfrustrado às 22:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

12

A minha última namorada, a P., conseguiu marcar-me para o resto da vida. Infelizmente, pela negativa. Depois de vários meses atrás de mim, sem que eu lhe desse bola, por calcular o que vinha dali, decidi dar-lhe uma oportunidade. Toda ela respira sensualidade, se calhar sensualidade a mais...
Nunca ninguém se queixou do sexo comigo. Não é para me gabar, mas acho que das poucas coisas em que sou bom, sexo é uma delas, pelo menos a atender pelas palavras e vontade das namoradas e companheiras que já tive.
Com a P. o sexo era muito bom. É o que dá quando nos metemos com signos vocacionados para o sexo, mais não seja pela vontade. Chegavam a existir vezes em que o fazíamos várias vezes ao dia, o tempo que fosse necessário e onde fosse necessário. Realmente, era francamente bom, e nisto éramos correspondidos.
Tínhamos imensas afinidades, mas havia um campo no qual não ligávamos: ela tinha a constante necessidade de seduzir outros tipos, e só se dava com homens. Uma mulher ter amigos, é normal. Mas ter APENAS amigos, e não amigas, não é nada normal. Ela lá me fazia lavagens cerebrais e justificava que nunca havia nada. Eu hoje só penso que devia ter prestado mais atenção à minha intuição, que me dizia que tipo de mulher era esta. Nunca falhou, no respeitante a pessoas, mas acreditamos sempre no "e se desta vez estiver errado?", e lá aparece a vida a dar-nos mais uma lição.
Deu-me cabo da cabeça durante mais de um ano. Porque eu deixei que assim fosse. Porque já calculava no que me ia meter, porque eu lhe dei mil oportunidades para deixar de ser como é. Mas cada um tem a sua natureza, e se não estamos na mesma onda, não sou ninguém para dar oportunidades a quem quer que seja. Tenho que desertar e fazer-me à vida, procurando alguém que seja como eu neste tipo de aspecto.
O medo de ficar só era muito, e acho que foi por isso que deixei a corda esticar tanto.
No fim de tudo fiquei só e perdi um ano e pouco de vida com alguém que não valia a pena. Eu, para não variar, faço sempre "boas" opções.
publicado por diariodeumfrustrado às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

11

Espero que compreendam que os nomes referidos nos posts não corresponderão aos da vida real, de forma a proteger a identidade de cada um.
publicado por diariodeumfrustrado às 16:00
link do post | comentar | favorito
|

10

Vou começar a escrever aqui vários episódios da minha vida, para que talvez consigam perceber o porquê de estar assim (já que eu não consigo entender por completo o porquê). Este blogue não se vai dedicar ao sensacionalismo ou ao surrealismo e fantasia. É dedicado, por inteiro, a tudo o que já vivi e a todos os meus pontos de vista e pensamentos relacionados com tudo o que vivi.
publicado por diariodeumfrustrado às 13:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

9

Mais um domingo cinzento, que reflecte a minha vida. Tanta gente com o seu par a aproveitar o domingo para ficarem em casa a fazerem coisas juntos, e eu... no PC a postar. Também existem aqueles que não sabem dar valor ao que têm, e com a sua cara metade em casa, se dedicam ao isolamento ou a outra actividade qualquer. Dá Deus nozes a quem não tem dentes...
publicado por diariodeumfrustrado às 13:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

8

Hoje tive um jantar, no qual me apresentaram uma pessoa teoricamente interessada em mim. A teoria não passou à prática. Realmente parece que não lhe fez o clique... Não que me atire à primeira que apareça à frente, porque nunca me atirei a mulheres. Mas esta até deixou boa impressão. É a sorte...
publicado por diariodeumfrustrado às 02:01
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Setembro de 2007

7

Tive ontem conhecimento que um "amigo" meu fez das suas. Depois de uma relação de vários anos ter terminado com um "vim passar aqui uma temporada e quero fazer a minha vida aqui com outra pessoa", o rapaz ficou louco. Decidiu fazer um sem número de coisas que nunca havia feito por ter namorada, dos quais se destacam sair com outras pessoas e... "curtir" a vida!
Meteu-se com uma ex-colega de Faculdade, que tinha o namorado no estrangeiro, e tratou de ajudar à ruína dessa relação, deixando a rapariga confusa, desfeita e sem certezas quanto ao futuro. Foi avisado pelos amigos que estava a fazer ao outro, o que lhe fizeram a ele. Coisas essas que o levaram a quase dois meses a comer mal, a falar 24 horas por dia na namorada que lhe fez aquilo tudo, e a "bater mal" completamente. Então decidiu fazer o mesmo, sem pensar como se sentiria o outro.
Passou por mais umas quantas situações, mas o engate era agora a palavra de ordem. Então, o que decidiu ele fazer? Meter-se com a namorada do melhor amigo. Melhor amigo esse que o levou a passar férias com o eles, ficavam na casa dele, etc. A namorada dele não ajudava à situação, pois fazia do namorado corno e seduzia o amigo. Estas coisas tomaram proporções GIGANTESCAS sem que o amigo desconfiasse. Já moravam juntos e ia o "meu amigo louco" para a casa do outro, comer a namorada dele, sem que este desconfiasse de nada.
Por fim, tudo culminou com a recente separação do amigo e da sua namorada e com o início de uma relação entre esta e o "amigo" sedutor. Ao ser abordado sobre se achava aquilo correcto, ainda disse "quero que o M. se lixe... não tinha tempo para ela, tenho eu". Isto eram melhores amigos há ANOS!
Eu bem tinha achado estranho ter visto há uns dias o M. com a namorada juntos no banco do metro, com ele a falar com ela bastante triste, e com ela a desprezá-lo. Pensei ser amuo típico das mulheres, e tratar-se de um pequeno arrufo. Ontem juntei as peças... era ele a pedir que voltassem. Agora está o rapaz a bater mal, porque perdeu a namorada de anos e o melhor amigo de muitos mais anos ainda. Já dei o meu ponto de vista sobre isso, apesar de saber que não ajuda grande coisa: "ele livrou-se de uma mulher sem nível e de um amigo sem carácter e sem um pingo de vergonha".
Tudo isto levou-me a concluir aquilo que já desconfiava há muitos anos: não podemos confiar em ninguém. Ninguém neste mundo merece a nossa confiança, pois por detrás daquilo que nos mostram, há sempre um lado negro, bastante negro, que carece de revelação.
publicado por diariodeumfrustrado às 15:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

6

Aos poucos comecei a deixar de sair com os meus amigos. Apesar de me convidarem diversas vezes para sair, tive que pedir que deixassem de o fazer. Saírem os casalinhos todos e depois aparecer o "solteiro" lá no meio, não é propriamente algo que me deixe confortável. Pelo contrário, deixa-me a pensar na vida e a sentir-me bastante mal por toda a gente ter direito ao seu "chinelo" torto e eu ser o único que não tenho esse direito.
Só quero uma mulher "normal", como deve ser, para ficar a vida toda comigo. Será pedir muito?
publicado por diariodeumfrustrado às 12:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

5

A puta da minha sorte é tanta, que apesar de jogar no Euromilhões todas as semanas desde o início do concurso, a única vez que me saiu alguma coisa, foram 12 euros... Hoje, só me saiu um número.
publicado por diariodeumfrustrado às 01:25
link do post | comentar | favorito
|

4

Desde cedo fui um tipo reservado, mas bastante social. Sempre muito tímido na abordagem às mulheres, mas muito extrovertido entre amigos. De todas as relações que tive até hoje, só numa tive a iniciativa. Todas acabaram mal. Mulheres casadas, relações à distância, namoradas que me traíam, mulheres desequilibradas. Nunca soube o que era ter uma "relação normal". Estou há 10 meses sem namorada, e pelos vistos isto vai chegar aos 10 anos.
publicado por diariodeumfrustrado às 01:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds