Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

323

"Fura-filas". Quem nunca se deparou com "fura-filas"? No dia-a-dia encontramo-los um pouco por todo o lado. Se pessoalmente este fenómeno já não vinga assim tanto, dados os confrontos que se poderão gerar, é no trânsito que mais os vemos sobretudo porque o automóvel serve de carapaça, qual escudo protector, em situações de maior conflito.

Estamos numa fila de trânsito enorme e lá vêm eles a fazer corta-mato por fora e a tentarem "meter-se" onde já é impossível furar mais. Quem tem raiva destes "fura-filas"? "Eu!", "Eu!", "Eu!", dirão todos vocês. Até eu próprio digo "Euuuuuuuu!!". Porém, sou um deles. Sim, sou, e tenho raiva de "fura-filas". Quando comecei a conduzir era anjinho e enfrentava as filas até ao fim. Insurgia-me contra os "fura-filas" que insistiam em fazer em 2 minutos o trajecto que eu fazia em 40. Face à inércia em poder combater o inimigo, decidi juntar-me a eles e passei a fazer corta mato de casa para o trabalho e do trabalho para casa. São os únicos. Sei que é demais e acreditem que sinto a consciência pesada por vezes, mas recuso-me ser o tolinho idealista que pensa que a sua atitude de entalar "fura-filas" os vai entalar e fazer com que se arrependam da sua conduta, mudar de atitude e voltarem a enfrentar a fila como todos os outros fazem. Errado! Primeiro: não posso mudar o mundo. Segundo: não posso mudar mentalidades. Terceiro: serei ingénuo se acreditar que por estar a fazer a minha parte já estarei a fazer muito (até porque todos os que assim pensam são pequenas gotas face ao portuguesismo e ao nosso sistema de funcionar que não tem fim à vista). Quarto: se eu os tapar, eles tentam dez metros à frente e alguém acaba por deixá-los entrar. Quinto: por mais que barafuste, buzine e esbraceje, o outro por vezes até é capaz de levantar a mão como que agradecendo/pedindo desculpas, mas a situação não muda e ele continuará a ter furado a fila e a estar à nossa frente. Sexto: se hoje conseguir fazer com que percam alguns segundos, amanhã não me cruzarei com eles e não os conseguirei dissuadir. Sétimo: porque me hei de aborrecer com isto se não há, mesmo, nada a fazer?

Como já disse: sou "fura-filas" pelos motivos atrás referidos. Mas permitam-me acrescentar uma especificidade nos únicos dois percursos que faço: o Código de Estrada ainda não proibe o "furamento" de filas, nem o sanciona, e muito menos o faz quando estão em causa linhas de separação de faixas que não sejam contínuas. Eu sei que a minha conduta é eticamente censurável, mas enquanto não a tiver em traços contínuos, a minha consciência não pesa. Além disso páro sempre em passadeiras e em sinais vermelhos e acho que compenso desta forma a minha falha.

publicado por diariodeumfrustrado às 20:02
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De demo a 13 de Dezembro de 2008 às 00:26
A consciência portuguesa aqui retratada no seu melhor... LOLOL
Beijos
De Isa_ a 13 de Dezembro de 2008 às 10:24
fura filas han?.. estando este post na secçao "sexo".. lol.. n me digas q tens gajas em fila de espera!! :))
De diariodeumfrustrado a 13 de Dezembro de 2008 às 10:55
Desejos... desejos... lol
De Cristóvão a 13 de Dezembro de 2008 às 12:02
"Além disso páro sempre em passadeiras e em sinais vermelhos e acho que compenso desta forma a minha falha." LOL
Eu também acho que vou pró céu....dos pardais.
De Balzaquiana a 14 de Dezembro de 2008 às 15:53
Deixa-me muito triste saber que quem é fura-filas é esperto e os outros são tontinhos.........mas eu não me importo de ser tontinha e de entalar quantos fura-filas me apareçam;-)
Uma gota de água no oceano? Os rios antes de o serem são gotas que dão origem a um fio de água e vários fios de água formam um riacho....é preciso continuar?
Se como eu levasse todos os dias com os vips que não podem estar na fila como os outros também não gostava e não tem nada a ver com o ser tontinho!
De antiego a 17 de Dezembro de 2008 às 15:38
Essa de mais vale ser fura-filas que ingénuo, não me entra na cabeça. Por mais que perca, a consciência pesa-me demais e não consigo passar por cima de ninguém inocente, só para meu proveito.

O que acontece, e não é assim tão pouco, é que às vezes equivocamo-nos na faixa, e temos que furar a fila. Isto, claro, acontece em percursos que não conhecemos.
De Ana a 16 de Janeiro de 2009 às 13:02
Eu sou certinha na condução, mas acho que isso se deve a não viver na metropole, e viver no "campo". Quando vou a sitios mais movimentados, tipo colombos que a estrada para lá está sempre caotica, não sou fura filas, e também não entalo.

1.º Se vou a caminho do colombo, quer dizer que tenho o tempo todo do mundo para lá chegar, e nao quero correr o risco de um acidente, e por isso não entalo.

2.º Não tenho habilidade suficiente para furar filas :P

O meu namorado é um dos que fura, pk chegou à mesma conclusão que o frustrado, pk demorar 40min, quando posso demorar 10? parecendo que não mais meia hora na cama conta imenso.

Comentar post

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds