Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

324

Não sei quanto a quem me lê, mas tenho a sensação que a Grande Lisboa está transformada num verdadeiro circo, reflexo das palhaçadas que se fazem um pouco por todo o país. Recordo-me que há uns tempos começaram por pendurar bóias vermelhas na Torre de Belém. Chamaram-lhe "arte", eu iria mais longe e chamar-lhe-ia profanação e atentado contra monumento nacional. Depois, vimos uma colcha pendurada na Ponte D. Luís, no Porto. Outra "obra" da mesma "artista" (e que rica artista saiu ela e quem permitiu que estes disparates fossem feitos). Agora temos o Natal e com ele o que de pior pode haver no nosso país. O Natal já foi aquela época festiva em que passávamos na rua e viamos espectáculos de luzes, árvores, enfim, uma decoração bem feita.

Hoje vejo um Cristo-Rei promovido pelo Natal-Samsung, uma Praça do Comércio, rodeada de caixas do mais foleiro que há, promovida pelo Natal-TMN, um Marquês de Pombal cercado de bolas também do Natal-TMN (confesso que ainda pensei se não seria nenhuma alusão histórica a algum cerco montado pelos espanhóis ao Marquês de Pombal, personificado pelas bolas miseráveis da operadora móvel), a árvore de Natal é patrocinada pelo Millennium BCP. Enfim, tudo perde identidade. No entanto, não pensem que isto é uma tendência recente. O Pai Natal só encarna um conjunto de cores vermelhas graças à Coca-Cola. A sua cor tradicional era o verde. Na década de 1930, numa acção de marketing muito bem montada para a época, vingou o modelo do Pai Natal de vermelho e até hoje ficou. Acontece que durante cerca de 70 anos todos tiveram um mínimo de dignidade e não profanaram mais nada. Agora, em pleno século XXI, lançam-se este tipo de campanhas que só me envergonham cada vez mais do meu país.

Tudo perde a sua identidade aos poucos. Recordo também o caso do futebol. Belos tempos em que tinhamos o "Campeonato Nacional da I Divisão", "II Divisão de Honra", etc. Hoje temos a Liga Sagres e a Liga Vitalis (já nem se sabe qual é que está acima de qual se não for pelos três grandes), temos a Carlsberg Cup, e a Taça de Portugal Millennium. Até os estádios já têm nomes de marcas. Insisto: tudo vai perdendo a sua identidade com o passar do tempo.

Imediatamente ponho os olhos nos adolescentes e nas crianças. Seguem este modelo de perda de identidade. Crianças e jovens são cada vez mais clones de arquétipos que vêem na televisão. São todos iguais. Não existem grupos mistos, heterogéneos, como haviam no meu e no vosso tempo. Hoje são todos iguais, oferecem-se todos às marcas e ao consumismo sem primar pela naturalidade, pela originalidade. Fica o meu conselho de Natal para todos: resistam aos modelos que vos tentam impôr. Não tenham vergonha por serem diferentes. Não se deixem envolver pelo que vos tentam vender, oferecer, impingir. Sejam genuínos. Mantenham a vossa identidade!

publicado por diariodeumfrustrado às 22:41
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Bichana a 16 de Dezembro de 2008 às 10:10
Concordo inteiramente contigo. As luzes do Cristo Rei patrocinadas pela Samsung (em letras gigantescas) dá-me náuseas... Enfim, Natal dos tempos modernos...
De Trintona(inha) a 16 de Dezembro de 2008 às 23:23

Excelente post!

Parabéns

Beijos!
De antiego a 17 de Dezembro de 2008 às 15:42
A Praça do Comércio está altamente. Parece os Espaço 1999.

Não sou assim tão purista. Os patrocinios são precisos. Claro que não vamos chegar ao exagero. Sei lá, mas se calhar por 300 euros por mês podia mudar o meu nome para:

Paulo Robialac.
De Il Conte a 19 de Dezembro de 2008 às 21:15
Tens toda a razão ! Mas o mais triste é que isso doi muito mais por Lisboa ser uma das cidades mais belas do mundo. Isso que contas deve acontecer também em muitos outros lugares do nosso mundo globalizado, e contudo ao menos aos meus olhos, em Lisboa doi mais do que, sei-lá, em Bruxelas, Birmingham, Munchen ou Lyon. (grandes cidades europeias mas muito mais feias!!!)
De Balzaquiana a 20 de Dezembro de 2008 às 21:15
E vivam para sempre os anos 80!
Já começou o saudosismo com o filme Mamma Mia ....
Um Santo e Feliz Natal, com Paz e Amor
Um abraço

Comentar post

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds