Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

344

Sou muito inseguro. Tenho fases. Tenho luas. Por vezes parece que sofro de bipolaridade. Tenho dias em que me sinto um vencedor que tem o mundo a seus pés e outro, como hoje, em que me sinto um balde de merda incapaz de fazer o que quer que seja. Tenho medo de não conseguir manter o meu actual emprego, tenho medo de nunca conseguir ter a meu lado alguém que me ame, sofro de complexos com a minha aparência física, acho que ninguém tem paciência para me aturar, acho que nunca terei nada na vida.

Tenho saído com a D. e tenho-a deixado no seu canto, no seu espaço. Não pressiono, não aperto, não encosto à parede. Cada um tem o seu tempo. O que tiver que surgir, surge. A única coisa que me chateia é possivelmente estar a investir "tempo" e a mostrar quem sou e ter medo que tudo caia em saco roto. A D. é boa rapariga e tem uma forma de estar diferente. Eu estou a mostrar quem realmente sou, sem máscaras e sem fingir que sou algo "bonito e maravilhoso". Estou a ser apenas eu, é isso. Entendo-me bem com ela, apesar de se verificarem algumas diferenças nas formas de estar que não acho graves. Pessoas iguais nunca foram política que me atraísse. Um pouco de "diferente" faz bem e é saudável, parece-me.

Já ganhei muitas vezes, mas acabei por perder sempre o que ganhei. Hoje tenho medo de perder e de andar uma vida inteira à deriva, à espera de acertar detalhes da minha vida que muitos acertam num piscar de olhos. Tento simplificar as coisas e deixá-las correr, e é difícil controlar a ansiedade e a possibilidade de fracasso.

publicado por diariodeumfrustrado às 11:02
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De afteramsterdam a 1 de Fevereiro de 2009 às 11:19
Olá Bom dia...

Talvez eu não seja, de facto, a melhor pessoa para comentar tal assunto mas aqui vai o que penso...

Liberta!
A alegria, as pessoas, a segurança só voltam a nós quando abrimos a mão e as libertamos...

Nunca te aconteceu perder um papel importante, procurar... procurar... procurar e não encontrar?... e um dia, quando menos esperas, já nem te lembras da importãncia desse papel ele encontra-se mesmo ali à tua frente como quem diz "estou aqui!"

Liberta!

Beijos, daqui para aí
De Gipsi a 1 de Fevereiro de 2009 às 14:37
Nunca se perde ... o que se vai dá sempre origem a outras coisas, nós é que nos momentos de frustração pensamos que é perda e encaramos como fracasso... ganhamos em novas perspectivas.
Deixar a coisa fluir, sem grandes "filmes" pelo meio é o truque.
Numa fase em que te sintas bem contigo, olha para trás e vê o que tens de bom e que foi consequência directa de uma perda ... é surpreendente :)

De teetee a 1 de Fevereiro de 2009 às 15:29
Já tinha dado pela ausência...

Engraçado como chegamos a preocupar-nos com alguém que não conhecemos mas que pelas palavras nos faz companhia!

Quando estives triste calça os teus all star, põe uma musica alegre, bem alto e dança como se ninguém te estivesse a ver!!! è terapeutico juro!

Kuss

teetee
De Bolha a 1 de Fevereiro de 2009 às 17:39
Olá.

Cai por aqui por acaso. Acho que primeiramente não deve ter tanto medo, esqueça o passado e o futuro, viva o presente calmamente. As coisas vão acontecendo, utilize o gerúndio e verá que tudo fará mais sentido. Mostre-se ás pessoas não através de máscaras mas sim quem é verdadeiramente. Viva sem inseguranças, esta vida é só uma e devemos vivê-la ao máximo sem receios de falhar ou fracassar, de errar ou destruir. Afinal, como é que se vive? Fazendo isso mesmo, amadurecendo assim, errando, criando feridas que se saram e que aprendemos a curar. Não devemos desejar uma vida perfeita, porque também imaginando assim, seria uma rotina completa, tudo certinho e direitinho. Temos de ter iniciativa, confiança em nós mesmos, orgulhando-nos da excelente pessoa que somos. Se fracassar? É apenas um momento no tempo, passa, é um obstáculo que se ultrapassa, vem, é mau, arrasta-nos numa corrente bem forte de desilusão mas temos de ter força para levantar.

Peço desculpa pelo textão ! ^^
De Isa_ a 2 de Fevereiro de 2009 às 20:36
olá again, amigo virtual!
temos q ser realistas e encarar as fases da vida como elas realmente sao!! n és o unico a olhar o céu!! eu por exemplo desde há 10 anos tou a viver a fase mais merdosa da minha existencia, em q nada se passa a n ser merda, merda e mais merda! claro q a merda n sou eu, mas como tamos todos ligados, a merda dos outros passa a ser tb a minha!! enfim... nestes assuntos as culpas sao sempre atiradas p cima de fantasmas, inexistentes, incompletos, pois só esses conseguem assombrar uma vida.. por outras palavras, sao pessoas q dormem, q fazem as piores coisas a alguem incapazes de se colocar no lugar da vítima!! ker keiramos ker n, temos q nos aturar uns aos outros e, até no amor, tudo acaba por ser uma grande farsa, uma relaçao entre 2 fantasmas, insaciaveis, sempre à procura de algo melhor... q fazer? talvez cagar...
caga sempre em kem n te aceita como és!

hasta

Comentar post

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds