Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

349

Já vi este filme da D. noutro lado. Em pleno Dia dos Namorados decide passar o dia com alguém e jantar com alguém. Não manda mensagens senão quando está sozinha, etc. Curioso é que inverteu o jogo como se o culpado fosse eu e ainda sou eu o "freak", a "aberração", o "louco", o "psicopata", o "estranho" (tudo elogios que ouvi). Acabou. Acabou mesmo. Como disse, já vi este filme noutro lado. Magoa? Sim, dói. Por mais que saibamos que a pessoa não se coaduna connosco, dói sempre, mesmo sendo tão pouco tempo. Vou ultrapassar este triste episódio? Sem dúvida. Por mais que doa, tudo passa. É preciso atravessar este deserto com calma, mas que passa, passa. Posso fazer alguma coisa? Posso fazer uma de duas coisas: ou repetir os erros da primeira vez em que vi este filme, e manter-me a bater numa tecla que não tem saída ou futuro a não ser sofrimento, ou aprender a sair cedo de cena, antes que seja tarde, e evitar pessoas destas. Vou optar pelo segundo. Não me parece que tenha condições de voltar a trocar uma palavra que seja com a D. sob pena de já saber no que é que vai dar. Tenho que ir à bruxa e ao psicólogo. A primeira para desfazer o enguiço, e o segundo para me explicar onde falho para me aparecer gente desta à frente. A I., ex-dr.ª, agora amiga, talvez me possa elucidar. Se calhar a D. tem razão e eu sou mesmo psicopata. SInto-me baralhado, mas torço para que tudo passe...

publicado por diariodeumfrustrado às 01:40
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Isa_ a 15 de Fevereiro de 2009 às 02:57
desculpa a intromissao, mais uma vez, mas n resisto a comentar...

afinal, tas a dar importancia ao dia dos namorados ou ao aspecto de ela n te ter ligado nenhuma?...
ou tas a fazer uma associaçao mental propositada entre a data e a atitude da D. de modo a q seja possivel o filme, a tempestade no copo de àgua q, ao q parece, tu é q tas a fazer e n ela... p fazer um filme basta reunir algumas circunstancias-chave (uma data é uma delas) q funcionem como desculpas p o lado medroso q, neste caso, és tu!... afinal qd se ama perdoa-se e, se keres q te diga, esta situaçao complicada ente tu e a D. resolvia-se rapidamente na cama... como eu disse, linguagem gestual...

bj
De Ventania a 15 de Fevereiro de 2009 às 10:14
Tudo passa, aí tens razão. Dói, durante algum ou imenso tempo, mas eventualmente passa. E um dia tornarás a ser Feliz. =)
De umagataqualquer a 15 de Fevereiro de 2009 às 10:52
Olá, mas tu não a convidaste para jantar? Se não o fizeste devias ter feito.
Beijinho.
De Balzaquiana a 15 de Fevereiro de 2009 às 19:47
A vida é uma eterna reprise.
O mesmo filme passa, torna a passar e vai-se repetindo.
Comigo passa-se o mesmo por isso não opino.
Pode um dia o final ser outro?
Confio que sim. Até lá.

Comentar post

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds