Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

363

A minha vida era digna de um livro de Albert Camus. Diz-se que quando Camus morreu tinha começado a escrever uma trilogia, sendo "O Primeiro Homem" a prova disso. Tão divina era a sua escrita que, além de ser laureado com o Nobel da Literatura, ainda viu ser-lhe conferida a faculdade de fazer recair sobre nós, Humanos, aquilo que ele deixou por escrever. Eu fui um dos contemplados. Só pode...

publicado por diariodeumfrustrado às 21:34
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2009 às 00:09
Modesto!!!! :)
De vita a 23 de Fevereiro de 2009 às 13:47
Pronto,afinal és importante.;P

Beijo nino

Comentar post

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

438

437

436

435

434

433

432

431

430

429

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds