Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

242

O automóvel é um objecto à parte de todos os outros que existem no círculo de qualquer ser humano. Uma pessoa pode ter tudo, mas se não tem um automóvel a sua existência é incompleta. Os seres humanos precisam do automóvel. Muitos precisam dele para se sentirem alguém. É o que acontece com imensa gente que vejo por aí. É incrível como um carro muda a vida e a personalidade de alguém. Uns ganham independência, outros ganham um ser novo! Há quem se reinvente com um automóvel.

Todos os dias deparo-me com cenas na estrada que me deixam boquiaberto. Vejo pessoas que quando se apanham dentro de um carro é como se entrassem numa sexta dimensão na qual se pudessem vingar de todas as frustrações e submissões a que foram sujeitas na vida. É um instrumento de vingança puro! Há gente que por trás daquele ar angelical que portam em todo o lado, quando entram no carro diabolizam-se. Só assim se explica que as únicas vezes que ouvi alguém chamar-me "filho da puta" se resumam a pessoas que conduziam carros que não aceitem ser ultrapassadas por um smart, que não aceitem que eu conduza a 50km/h na minha faixa, tranquilo e sossegado, quando têm mais duas para fazer corridas a 200km/h, que não aceitem que qualquer condutor passa da faixa do meio para a da esquerda, ou para a da direita, se acabar de ver uma placa direccional, entre outras coisas. Já cheguei a ter uma tipa que tentou espetar o seu jipe contra o meu carro duas vezes, só porque em plena fila de trânsito, com três faixas entupidas, eu quis passar da 1.ª para a 2.ª e, posteriormente, da 2.ª para a 3.ª. Ainda ontem vi o caso de um tipo que saltou do carro e começou aos murros ao capot do carro do outro só porque o outro não o queria deixar entrar na sua fila um chico-esperto fura-filas. O tipo não se deu por contente com os murros ao carro do outro e quis agredi-lo.

Vejo homens e mulheres a fazerem figuras incríveis e tento ignorar isto ouvindo a minha música, cantando e assobiando a alto e bom som como se mais nada se passasse à minha volta. Mas é impossível. Não sei que essência é que os carros portam dentro de si e transmitem aos condutores, mas de seres humanos passamos a ter verdadeiros demónios. Engraçado é que muitas dessas pessoas quando se apanham fora do carro e voltam à sua vida, é como se saíssem do transe em que haviam entrado quando entraram no carro.

Ainda assim, se há coisa pior do que um ser humano num carro, é um homem a conduzir com a mulher ao lado. Não há situação pior do que essa por, pelo menos, três motivos:

1- Tenha ou não a estrada toda só para ele, vai querer exibir-se e mostrar à mulher que o carro dele anda que se farta, nem que isso custe alguns sustos aos outros condutores e em muitos casos alguns acidentes;

2- Qualquer tentativa de entrada na sua fila, andamento abaixo dos 90km/h, etc, resultará imediatamente em sinais de luzes e numa ou outra boca com o vidro fechado para que só a mulher veja o quanto ele é macho e desafia o do outro carro e para que o outro que está no seu não oiça e não vá ajustar contas com ele. Desta forma ele acha que fica bem visto diante da mulher, ainda que eu não consiga perceber como que há mulheres que gostam destes "machalhões", e não fica sem dentes;

3- Ignora por completo coisas como os piscas laterais, limites de velocidade, traços contínuos, param para dar um beijo à mulher, entre outras coisas. Eles têm que mostrar que podem, fazem e mandam na estrada.

São assim as pessoas dentro do carro. E é por causa deste tipo de gente e por ter visto o que já vi, que ando bem armado no carro até ao primeiro dia em que um suicida tente a sua sorte comigo. Não vai ter segunda oportunidade.

publicado por diariodeumfrustrado às 23:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Eu

pesquisar

 

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Recente

242

Lágrimas passadas

Setembro 2015

Dezembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds